Publicado: 11 de maio de 2017, 16:40

Projetos da Emgetis são contemplados em edital de Políticas Públicas

A Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação (Emgetis) acaba de ser contemplada pelo edital do Programa de Apoio e Desenvolvimento de Políticas Públicas em Sergipe (NAPs). O edital é uma publicação da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec/SE), em parceria com a Emgetis e com a Secretaria de Estado da Fazenda. A finalidade é realizar ações conjuntas que assegurem estudos e pesquisas aplicadas em políticas públicas no Estado, com um financiamento que chega a R$ 320 mil distribuídos nos oito projetos aprovados.

Na Emgetis, um dos projetos contemplados pelo edital visa à realização de estudos de ambientes tecnológicos e ao desenvolvimento de novos procedimentos metodológicos para análise de Sistemas Gerenciadores de Conteúdo (Content Management System – CMS) disponíveis no mercado. O resultado da pesquisa deverá apontar qual a melhor ferramenta para atender às necessidades de desenvolvimento, manutenção e hierarquização de sites, criação de layout padrão e migração dos atuais sites do governo do estado.

Outro projeto, também da Emgetis, tem como objetivo implantar uma metodologia para mensurar a vazão e utilização dos recursos atuais de rede. O estudo deverá identificar, por exemplo, as alterações tecnológicas que apresentem a melhor relação custo-benefício, considerando as estratégias de integração dos serviços de transmissão de dados, voz, áudio, imagens e vídeo.

Para o diretor presidente da Emgetis, Ezio Faro, a aprovação das propostas traz uma série de benefícios para a Empresa. “Além da aproximação com instituições de ensino e pesquisa, a presença de pesquisadores dentro da Emgetis reforça a nossa parceria no sentido de trocar experiências e de contribuir para o aprimoramento de políticas públicas ligadas à área de Tecnologia da Informação”, comenta.

Diretor-presidente da Emgetis, Ezio Faro

Já o diretor presidente da Fapitec, José Ricardo Santana, ressalta que cada instituição envolvida tem uma temática específica. “No caso da Emgetis, trata-se de uma abordagem muito interessante, porque além de ser uma área de Tecnologia da Informação, ela abrange um envolvimento em projetos de infraestrutura, na área de TI, e de comunicação dentro do próprio Governo”, declara.

Diretor-presidente da Fapitec, José Ricardo Santana

Análise

A análise dos projetos contemplados pelo edital foi feita por técnicos das Secretarias, consultores científicos e representantes de instituições de ensino e pesquisa. Para o julgamento, foram apreciados o mérito científico e a aderência com as demandas das entidades beneficiadas.

Ainda de acordo com José Ricardo Santana, as equipes técnicas do Governo que acompanham o programa têm acesso a estudos e análises de dados que podem contribuir para avaliar os seus trabalhos e até para reformular ações dentro da estrutura governamental do Estado.

Para conhecer a lista das propostas no Edital Fapitec/SE/Funtec Nº 12/2014, clique aqui.

Por Andreza Azevedo
Fotos: Ascom-Sedetec / Vieira Neto

Skip to content