Acessibilidade

Publicado: 29 de agosto de 2008

Emgetis apresenta novas orientações de Tecnologia da Informação para servidores do Estado

Em reunião técnica para servidores de todos os órgãos e Secretarias de Estado, a Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação (Emgetis) apresentou as novas orientações do Decreto Estadual nº 25.300/2008. De acordo com o documento, a Emgetis passa a ser a responsável pelos sistemas operacionais e equipamentos eletrônicos que usem interfaces diretas com redes de comunicação.

Em reunião técnica para servidores representantes dos Departamentos Administrativos e Financeiros (DAFs), Assessorias de Planejamento (ASPLANs) de todos os órgãos e Secretarias de Estado, a Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação (Emgetis) apresentou as novas orientações do Decreto Estadual nº 25.300/2008. De acordo com o documento, a Emgetis passa a ser a responsável pela aquisição e o licenciamento de software, desenvolvimento e manutenção de software, sites, portais, consultorias, serviços de redes, banco de dados, sistemas operacionais e equipamentos eletrônicos que usem interfaces diretas com redes de comunicação.

O Decreto foi assinado pelo Governador do Estado, Marcelo Déda, o Secretário de Estado-Chefe da Casa Civil, José de Oliveira Júnior e pelo Secretário de Estado de Governo, Clóvis Barbosa. A partir de então, todas as aquisições e projetos dos órgãos e secretarias do Governo a que se refere o documento, deverão ser submetidos à Emgetis.

A reunião foi realizada no auditório do Banese, na última segunda, dia 25, com co-realização da Controladoria Geral do Estado (CGE). Também são parceiros na realização do evento a Secretaria de Estado da Administração (Sead), a Secretaria de Estado do Planejamento (Seplan) e o Banco do Estado de Sergipe (Banese). Estiveram presentes também os servidores que compõem a Unidade Setorial de TI da Emgetis.

Sob o comando do diretor-presidente da Emgetis, Cláudio Luiz, o encontro focou as mudanças que deverão ocorrer na própria Emgetis e nos outros órgãos do governo, no tocante à gestão de TI. De acordo com Cláudio, com o novo Decreto, a Emgetis passa a ter um papel renovado no acompanhamento do uso de TI do governo. “Para que o governo possa atuar melhor na gestão de TI, é necessário que a Assessoria de Planejamento de cada órgão acompanhe mais de perto as aquisições de equipamentos junto aos seus respectivos setores de tecnologia. É importante enfatizar também que modernizar um órgão não significa apenas adquirir computadores de última geração, mas também saber gerir o uso das máquinas”, explicou o diretor-presidente.

O diretor administrativo e financeiro, Ulisses de Paula, fez questão de ressaltar as transformações internas que já começaram a ser implementadas na Emgetis. “Hoje, os órgãos do governo passam por um nível cada vez mais elevado de informatização. A Emgetis, por ser o braço tecnológico da gestão estadual, terá que realizar mudanças na sua estrutura matricial, com abordagens modernas de gestão de projetos e modelagem de processos. Uma mudança atual que estamos implementando, por exemplo, é a criação de uma área de relacionamento, para estimular o trabalho dos colaboradores”, afirmou.

Para o controlador-geral do Estado de Sergipe, Adinelson Alves, a reunião foi mais uma oportunidade para disseminar informações entre os técnicos e gestores da administração estadual. “Destaco a importância deste reencontro que tem como propósito modernizar as práticas administrativas da gestão estadual, em especial, os procedimentos e normas para aquisição de produtos e serviços de tecnologia da informação”, ressalta.

Participaram do encontro, o presidente do Sergipeprevidência, Amito Filho; o presidente do Ipesaúde; Vinícius Barbosa; o secretário-adjunto da CGE, Eujácio José; o secretário-adjunto da Seplan, Guilherme Rebouças; o secretário-executivo do Conselho de Reestruturação Administrativa e Financeira (CRAFI), Ney Marinho; e o superintendente de compras centralizadas da Sead, Márcio Zylberman.

Durante a reunião, foram abordados outros temas fundamentais à gestão integrada de tecnologia da informação, como a mudança de Prodase (Companhia de Processamento de Dados de Sergipe) para Emgetis, o uso do Expresso Livre, software de e-mail da Rede de Governo, e o Sergipe Digital, projeto que visa a democratização do acesso às tecnologias da informação e da comunicação, para a geração de oportunidades de desenvolvimento econômico e social.

O encontro serviu, ainda, para divulgar as diretrizes de elaboração da Lei Orçamentária/2009. A explanação foi realizada pela secretária de Estado do Planejamento, Lúcia Falcón, que discutiu entre outros pontos, a estimativa da receita do Estado para o exercício/2009 e a conseqüente distribuição dos recursos para as ações governamentais.

Fotos: Priscila Viana


Última atualização: 21 de agosto de 2017