Publicado: 4 de setembro de 2017, 10:35

Diretor-presidente da Agetis ministrou palestra durante o II Encontro Nordestino de Software Livre

O diretor-presidente da Agência de Tecnologia da Informação de Sergipe (Agetis), Cláudio Silva, foi um dos palestrantes do primeiro dia do II Encontro Nordestino de Software Livre (ENSL) e do I Encontro de Sergipano de Software Livre (Livre – SE), que aconteceram durante este final de semana, de 28 a 30, no Centro de Convenções da capital.

Durante a sua palestra, intitulada “Governo Eletrônico: desafios e possibilidades”, Silva fez uma reflexão sobre a importância do E-gov para Sergipe e para o Brasil, além de discutir sobre as estratégias e caminhos para implementação de projetos na área. “O E-gov deixou de ser um modismo e virou uma imposição para os governos atuais, principalemnte por causa do crescimento da participação popular”, afirmou.

Cláudio destacou ainda que o governo eletrônico é atualmente uma política pública que deve ser encarada como a construção de estradas, por exemplo, uma vez que o meio eletrônico é o caminho de acesso da população ao governo em um novo mundo sem fronteiras e em tempo real. “Governo eletrônico e inclusão digital são, hoje, direitos básicos dos cidadãos e, por isso, os governos têm obrigação de encará-los como políticas prioritárias”, disse Silva.

Para a analista de sistemas e ex-diretora da Companhia de Informática do Paraná (Celepar), Márcia Schüler, a palestra mostra que o Governo de Sergipe está sincronizado com a nova dimensão geográfica mundial criada após a chegada da internet e entende que o acesso a rede é um direito essencial da população, já que a web tornou-se um instrumento mediador entre o indivíduo e o mundo. “Por experência própria, um dos maiores desafios dos gestores públicos da área de tecnologia da informação é convencer o seu governo de que a inclusão digital é uma tarefa da administração pública. Parece que em Sergipe este já é um passo concretizado”, destacou.

Skip to content