Publicado: 20 de julho de 2017, 10:28

Servidores são capacitados para dar mais agilidade na folha de pagamento do Estado

Pela primeira vez, os servidores públicos do Estado estão sendo capacitados em Business Intelligence (BI). Conhecido também como Inteligência Empresarial, o BI é um banco de dados cujo objetivo é trazer mais agilidade nas informações do Estado. O curso, que está sendo ministrado na Escola de Governo, é direcionado para servidores que trabalham na área de informática e folha de pagamento.

SONY DSC

Segundo o secretário de Estado da Administração, Jorge Alberto, esse curso vem para capacitar ainda mais o servidor. “Essa é mais uma ação do governo Marcelo Déda dentro da política de valorização do servidor público do Estado”, disse.

Para o assessor de informática da Sead, Zarath Rocha, o Business Intelligence é uma importante ferramenta para tomada de decisão. Segundo ele, a partir desse recurso qualquer informação referente à folha de pagamento pode ser obtida em pouco tempo, com maior certeza e com mais precisão. “É uma mudança de pensamento de como abordar os dados da folha”, disse.

De acordo com o diretor da Escola de Governo, Gustavo de Andrade, o BI é resultado de um projeto da Superintendência Geral de Recursos Humanos (SGRH/Sead), em parceria com a Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação (Emgetis). “Surgiu no intuito de dar mais agilidade e precisão nos dados da folha de pagamento do Estado”, falou.

Parcerias

A realização de treinamentos de técnicos da Emgetis junto a servidores de outros órgãos é uma prática já validada na empresa. Segundo o presidente da Emgetis, Ulisses Benedito de Paula, as parcerias resultam em benefícios para o Governo e para o cidadão, porque garante a racionalização de recursos, mais economia e demonstra o alinhamento nas ações de TIC no âmbito da Administração Pública do estado.

Os últimos cursos realizados neste modelo de parceria foram: o treinamento para utilização da ferramenta de desenvolvimento de sistemas Scriptcase, que envolveu além da Emgetis, a Procuradoria Geral do Estado (PGE) e a Secretaria de Estado da Saúde (SES); a orientação para Fábrica de Teste que foi resultado da parceria com o SergipeTec.
Com informações da Ascom/Sead
Foto: Ascom/Sead

Skip to content