Publicado: 2 de agosto de 2017, 11:43

Identidade Organizacional é tema da Reunião de Comunicação Interna

Com o intuito de apresentar a identidade organizacional da Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação (Emgetis), foi realizada na última quinta-feira (30/07) uma reunião com todos os colaboradores. Na ocasião, o presidente Ulisses Benedito de Paula expôs a missão, visão e valores da empresa. Além disso, foi divulgado o resultadoda Avaliação de Desempenho Gerencial.

Ao iniciar a exposição, o presidente explicou aos presentes que a identidade da organização é um elemento fundamental para o planejamento estratégico. “Para definir a missão da empresa desenvolvemos o mesmo processo participativo aplicado na construção do nosso Regimento Interno”, relatou. De acordo com Ulisses, após o trabalho desenvolvido pela Assessoria de Planejamento Estratégico (Asple), foi estabelecido que a Emgetis tem a missão de “promover a Governança e viabilizar soluções corporativas de Tecnologia da Informação e Comunicação para a Administração Pública”.

“Essa missão precisa ser internalizada por todos que compõem a empresa, além disso, ela só terá sentido se for posta em prática”, destacou o presidente. Para facilitar a compreensão, Ulisses de Paula explicou que a promoção da Governança é o papel que a Emgetis deve cumprir ao definir estratégias que demonstrem e resultem para o Governo do Estado os benefícios dos investimentos e as aplicações de recursos de Tecnologia da Informação e da Comunicação (TIC) para a administração pública e para o cidadão.

Para esclarecer melhor a questão da viabilização de soluções corporativas, o presidente citou que a Emgetis apresenta um leque de serviços compartilhados com diversos órgãos e secretarias, como o correio eletrônico Expresso Livre.

Com o foco definido, os colaboradores ficaram cientes da visão de futuro da empresa: “ser excelência em Governança e soluções corporativas de TIC na Administração Pública, através de inovação e da aplicação das melhores práticas, até 2010”. Ulisses de Paula enfatizou os meios para alcançar o grau de excelência, ao expressar que a inovação é muito mais do que criar algo novo, é fazer diferente no dia-a-dia. O presidente apontou ainda que a Emgetis já atua com melhores práticas, ao adotar metodologias de trabalho diferenciadas, como a gestão por projetos e por processos.

Valores Institucionais

Espírito Público, Ética, Austeridade, Empreendedorismo, Profissionalismo, Comprometimento, Reconhecimento profissional, Espírito colaborativo, Responsabilidade Socioambiental – esses são os valores que norteiam o trabalho e as ações da Emgetis. Neste ponto, o presidente ressaltou o trabalho em equipe, de modo que todos os colaboradores formem um time para a empresa crescer e se desenvolver.

Avaliação de Desempenho

A reunião foi marcada por um segundo momento, no qual foram expostos os resultados da Avaliação de Desempenho do grupo de assessores e gerentes da empresa. Segundo Ulisses de Paula, a metodologia se baseou em quatro perspectivas: técnica, comportamental, complexidade e resultados. “A última perspectiva é a que apresenta maior grau de importância, pois traduz com efetividade as ações empreendidas”, avaliou.

No âmbito geral, a avaliação deste 1ª semestre mostrou que a média de metas atingidas por todas as áreas da Emgetis foi equivalente a 75%. De modo mais particular, a Diretoria de Tecnologia (Ditec) alcançou o quantitativo de 68% das metas, já a Diretoria de Administração e Finanças (Diraf) teve um desempenho de 71%. Os gerentes de projetos de cumpriram um total de 78% das metas programadas e, as Assessorias e os Escritórios concluíram o período com 84% das metas.

Essas porcentagens traduzem o cumprimento de 225 metas, que na visão do presidente consiste em um resultado bastante expressivo, uma vez que foram planejadas 326 metas. Segundo Ulisses, esse empenho da empresa pode ser demonstrado na conclusão de iniciativas como “a modernização do Data Center (aquisição e implantação de equipamentos), a integração dos módulos de gestão do MicroSiga, a implantação da ferramenta de gerenciamento de projetos e a aquisição da Solução de Gerenciamento Eletrônico de Documentos (GED)”, enumerou.

“O que não se mede não se controla”, declarou Ulisses ao justificar o processo. Ele acrescentou que essa foi a primeira avaliação, e a próxima será mais aprimorada, com uma definição mais adequada dos pesos de cada perspectiva, a implementação de um software para execução do processo e a inclusão dos coordenadores e demais colaboradores no método avaliativo.

“A partir dessa experiência, a diretoria concluiu que os resultados alcançados ficaram mais perceptíveis. Foi possível analisar os gaps (lacunas) para promover treinamento, e notar o comprometimento e a capacidade de negociação de metas da equipe gerencial”, finalizou o presidente.

Skip to content