Publicado: 8 de setembro de 2017, 10:04

GT de Governo Eletrônico participa da Conferência Territorial do Alto Sertão

Após acompanhar grande parte das conferências municipais do Planejamento do Desenvolvimento Territorial Participativo de Sergipe (PDTP), representantes do Grupo de Trabalho (GT) de Governo Eletrônico participaram nesta quarta-feira, 4, da Conferência Territorial do Alto Sertão, que aconteceu no município de Nossa Senhora da Glória, na sede da AABB. Até o dia 28 de julho, delegados representantes dos municípios dos oito territórios sergipanos discutirão em grupos temáticos os problemas de sua região e apontarão as ações e obras prioritárias que serão incluídas no Plano Plurianual de Investimentos e no Plano de Desenvolvimento.

Segundo Ulisses de Paula, coordenador do GT e diretor administrativo da Agetis, a participação em todas as etapas do planejamento está sendo de extrema importância para a Agência de Tecnologia da Informação de Sergipe (Agetis), porque desta forma é possível conhecer as demandas de cada município nos que diz respeito as tecnologias da informação e da comunicação. “É conhecendo a realidade de cada região que nós poderemos construir projetos que melhorem a qualidade de vida da população. A tecnologia tem a capacidade de aproximar a sociedade do governo, além de permitir um maior acesso as informações e a educação”, afirmou.

O governador Marcelo Déda fez a abertura do evento falando sobre a importância do PDTP para Sergipe. “Com essas plenárias, estamos iniciando um novo conceito de planejamento e integração que leva o Governo até as comunidades para ouvir as demandas da população e estabelecer junto com ela quais as prioridades de investimento de cada região para os próximos quatro anos”, disse Déda.

O governador ressaltou também o desafio de mobilização colocado pelas conferências, que propõe que Estado, prefeituras e sociedade atuem em parceria para apontar as prioridades do território, definindo as ações e os investimentos públicos que permitirão o desenvolvimento equilibrado e sustentável dos territórios sergipanos. “Com o novo conceito de territorialidade, nosso objetivo é escolher as obras mais importantes e atender as prioridades que beneficiem um maior número de municípios dentro de uma mesma região”, declarou.

Já de acordo com a secretária de Estado do Planejamento, Lúcia Fálcon, nos últimos dois meses, 17 mil sergipanos foram às conferências municipais em cada um dos 75 municípios para colocar no papel os desejos e reivindicações de cada cidade. “Estamos construindo uma estrada de compromisso e cidadania que cria as condições para que a população participe das discussões do que fazer com o orçamento público. É essa articulação entre prefeituras, movimentos sindicais e associações civis que dará força ao Governo para o desenvolvimento do Estado”, disse Fálcon.

Conferências

Mais de 400 pessoas, entre prefeitos, vereadores, representantes de movimentos sociais e líderes comunitários, estiveram presentes na abertura da Conferência Territorial do Planejamento do Desenvolvimento Territorial Participativo de Sergipe (PDTP) do Alto Sertão. Setenta delegados, escolhidos durante as conferências municipais dos sete municípios do território, irão definir quais as principais prioridades entre as 868 demandas apontadas nas plenárias. O mesmo processo de trabalho acontecerá nas conferências territoriais dos municípios-sede do Médio Sertão, no dia 10, Sul, no dia 13, Centro-Sul, no dia 17, Leste, no dia 19, Agreste Central, no dia 24, Baixo São Francisco, dia 26, e Grande Aracaju, no dia 28.

Após as conferências territoriais, o Governo realiza, em agosto, a Conferência Estadual do PDTP. Nesta fase final de elaboração do Plano, o Governo vai apresentar para todos os delegados a primeira abordagem a partir das demandas que foram levantadas nas plenárias populares.

Participação

Participaram da abertura da Conferência do PDTP do Alto Sertão a primeira-dama do Estado, Eliane Aquino, os prefeitos de Monte Alegre, João Aragão, de Poço Redondo, Iziane Oliveira, de Porto da Folha, Manoel de Rosinha, o deputado estadual, Mardoqueu Bodano e o dirigente estadual do MST, João Daniel Samariva.

Também estiveram presentes os secretários de Estado de Infra-Estrutura, Osvaldo Nascimento, da Casa Civil, Oliveira Júnior, da Inclusão Social, Ana Lúcia Menezes, da Educação, José Fernandes de Lima, da Agricultura, Paulo Viana, das Cidades e Integração Municipal, Bosco Costa, da Coordenação Política, Jorge Araújo, da Comunicação, Eloísa Galdino, do Meio Ambiente, Márcio Macedo e do Trabalho, Juventude e Promoção da Igualdade, Renato Brandão.

Skip to content