Acessibilidade

Publicado: 22 de outubro de 2008

Estande da Emgetis presta assessoria aos professores na Expotec

A Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação (Emgetis) está participando da 1ª Exposição de Tecnologia Educacional (Expotec) que acontece de hoje até sexta-feira (24), das 8h às 22h, no Complexo do Sesi, na avenida Tancredo Neves. Com o objetivo de garantir as especificações dos produtos ofertados aos professores, um estande foi montado para atender a todos que desejarem mais informações sobre os equipamentos a serem adquiridos. Para a realização do evento, a Emgetis trabalhou em parceria com o Banco do Estado de Sergipe (Banese), Secretaria de Estado da Educação (Seed) e empresas de informática.

Na Exposição, que teve início hoje pela amanhã, com a presença do governador do Estado, Marcelo Déda, os professores cadastrados no Programa de Inclusão Digital dos Profissionais do Magistério Público Estadual (Proid) têm a oportunidade de conhecer os equipamentos ofertados por diversas empresas de Sergipe e escolher o mais adequado às suas funções. É por meio deste Programa que 2.902 professores poderão adquirir computadores sem nenhum custo porque o governo garante o financiamento de 100% do valor do equipamento.

Dentre as atribuições da Emgetis na Expotec está o esclarecimento aos professores sobre os equipamentos que as empresas estão oferecendo, assessorando-os em caso de dúvidas sobre configurações, além de avaliação para que os professores adquiram o equipamento mais adequado às suas necessidades, seguindo a lógica do valor de mercado. Três técnicos e um estagiário de informática estão à disposição na Exposição.

De acordo com o diretor-presidente da Emgetis, Cláudio Silva, a Empresa está ao lado dos órgãos do governo na realização do evento, com o intuito de ampliar o aproveitamento do equipamento adquirido como ferramenta de atualização pedagógica permanente. “A Emgetis é o órgão de assessoramento de tecnologia do governo e está trabalhando em conjunto para acompanhar as especificações dos produtos e serviços de tecnologia da informação a serem adquiridos”, enfatizou.

A novidade desta Exposição fica por conta da oportunidade que os professores têm de adquirir um equipamento com o valor reajustado em 20%. Segundo Milson Leite, diretor técnico da Emgetis, esse aumento vai levar aos usuários o benefício de ter um produto de qualidade. “Foi solicitado, ao grupo gestor do Proid, um reajuste de R$ 1.000 para R$ 1.200 devido a uma crise na economia mundial que estava encarecendo as peças importadas. Então, ficou estipulado o aumento para atender as necessidades dos professores sem precisar usar uma configuração inferior”, disse, acrescentando que também serão ofertados notebooks para quem assim o desejar.

A professora do Estado, Maria Letícia Menezes, procurou o estande da Emgetis para obter mais informações sobre o produto que pretende adquirir e se mostrou satisfeita com o que viu na Expotec. “Estou gostando do evento, e o auxílio do governo tem sido muito bom para eu escolher o melhor computador pra mim”, disse, sorridente, enquanto segurava o material de oferta das empresas.

Computadores

Depois que o orçamento é escolhido pelo professor e entregue ao Banese, oBanco confirma o pedido e a empresa de informática cadastrada tem 30 dias para fornecer o equipamento – que tem garantia de 12 meses – por meio de livre negociação, podendo ser entregue na casa do solicitante, aonde será averiguado pela Emgetis no intuito de saber se está em conformidade com o que foi especificado anteriormente.

Proid
O Proid foi suspenso em outubro de 2006, e reestruturado pela Lei Nº 6.422 de maio de 2008 e Decreto Nº 25.419, de 16 de julho de 2008. O objetivo do programa é promover a inclusão digital entre os profissionais do magistério estadual. Dentre os critérios estabelecidos pelo novo decreto governamental, para ter direito ao computador o profissional do magistério tem que se encontrar em sala de aula. O programa permite que seja disponibilizado um computador ou um notebook, desde que atenda a configuração mínima estabelecida no decreto governamental. Caso o beneficiado escolha um computador de preço mais elevado, deve se responsabilizar pela diferença no valor do produto.

Fotos: Lara Aguiar


Última atualização: 21 de agosto de 2017