Acessibilidade

Publicado: 21 de dezembro de 2010

Emgetis se prepara para adotar nova versão de Protocolo Internet – IP

A Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação (Emgetis) se prepara para adotar a sexta versão de endereçamento Protocolo Internet (IP), o IPv6. A iniciativa começou com a participação de técnicos no curso promovido durante o mês de dezembro pelo Comitê Gestor de Informática do Brasil (CGI.br), em que se apresentou a solução para o iminente esgotamento de endereços da quarta versão do Protocolo, o IPv4.

O endereço IP é um protocolo utilizado por computadores para se conectar a internet, a partir do qual, é possível a intercomunicação entre os dispositivos, formando-se a grande rede. Com a expansão dos terminais de comunicação na internet, o espaço de endereçamento do IPv4 – que conta com 32 bits (o que representa 4.294.967.296 endereços) – não será suficiente, já que foi implantado na época em que a Internet ainda não era utilizada de forma comercial.

Se a providência não for adotada, “a tendência é que os novos participantes deixem de existir e fiquem fora da internet. A nova versão de protocolo vai propiciar um aumento significativo de endereços disponíveis, ampliando a rede”, explicou o gerente de projetos e técnico da Emgetis, Ricardo Torres, que participou do curso realizado em São Paulo. De acordo ele, a capacitação foi uma oportunidade de discutir com representantes das diversas áreas de atuação (administradores de redes, engenheiros e técnicos dos provedores de Internet e operadoras de telefonia) as formas de trabalho de cada instituição na implantação do IPv6.

Segundo Ricardo Torres, a solução encontrada pelas entidades responsáveis pela gestão dos números IP no mundo, foi a implantação do novo protocolo com um endereço de 128 bits, que supera em aproximadamente 79 trilhões de trilhões de vezes, o espaço disponível no IPv4. “Será um número quase infinito de endereços. Com o IPv6, cada usuário da internet poderá associar outros equipamentos no mesmo endereço para a conexão na rede”, explicou.

Por ser um Autonomous System (AS – Sistema Autônomo), ou seja, um provedor com endereçamento próprio e independente, a Rede Governo, gerenciada pela Emgetis, deverá se adequar à tendência mundial e adotará o IPv6. “Já fizemos a solicitação dos blocos da nova versão de IP, para realização de testes”, adiantou Ricardo Torres, acrescentando que a previsão é de que o IPv6 funcione na rede de comunicação corporativa em aproximadamente um ano.


Última atualização: 10 de julho de 2017