Publicado: 11 de maio de 2017, 11:43

Emgetis reúne gestores de TI e assessores para tratar do acordo com a USTDA

Gestores de TI e assessores de Planejamento das Secretarias/Órgãos do Governo de Sergipe estiveram reunidos nesta terça-feira, 2, no auditório da Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação (Emgetis). O encontro é resultado da organização de membros da Emgetis que já estão trabalhando diretamente com o acordo de concessão assinado, no último dia 20 de maio, entre a empresa e os Estados Unidos. O documento dá início oficialmente ao Plano de Modernização e Expansão da TI no Estado.
Para o diretor-presidente da Emgetis, Ezio Faro, o convite aos gestores de TI e assessores de Planejamento faz parte da política de coleta de informações e do direcionamento de algumas ações que darão suporte à equipe norte-americana responsável pelos projetos indicados pela Emgetis.

“Todo o Estado será beneficiado com a execução desses projetos, em áreas diversas, seja com a internet presente nas escolas, com as delegacias integradas ou com a telemedicina. Por isso, é importante que as Secretarias/Órgãos estejam trabalhando juntos, a fim de que esses projetos tenham manutenção e sequência, servindo à população da melhor forma”, comentou.

Relevância

O assessor de Planejamento da Emgetis, Mário Andrade, foi o responsável por apresentar a dimensão do acordo de concessão para os gestores de TI e assessores de Planejamento. Ele destacou que um investimento de US$ 600 mil (cerca de R$ 1,8 mi) – via Agência dos Estados Unidos para o Comércio e Desenvolvimento (USTDA) – possibilitará a assistência técnica de três projetos indicados pela Emgetis.

São eles: a cobertura de internet banda larga para atender a todo o Estado em áreas governamentais, como Saúde, Educação e Segurança Pública; a projeção de um ambiente que abrigará sistemas de armazenamento de dados da Rede Governo (Data Center); e a segurança dessa Rede, preparando-a para imprevistos ou eventos que possam causar-lhe danos.

“Até a data limite para a conclusão desses projetos nós vamos precisar de dados de todas as Secretarias/Órgãos que possam subsidiar os trabalhos dos técnicos que estarão em Sergipe para examinar aspectos financeiros, ambientais, dentre outros necessários à efetivação dos projetos”, enfatizou Mário Andrade.

Rede

Em seguida, o gerente de Projetos da Emgetis, Ricardo Torres, destacou a existência de uma série de parceiros que já trabalham no compartilhamento de redes na Grande Aracaju e que têm interesse em alcançar o interior do Estado, a exemplo do Tribunal de Justiça do Estado, Banco do Estado de Sergipe e da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa.

Por Andreza Azevedo
Fotos: Ascom/Emgetis

Skip to content