Publicado: 25 de maio de 2017, 09:46

Emgetis reforça segurança da Rede Governo Multimeios

Desde o último mês de março, por questões de segurança, a Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação (Emgetis) iniciou um trabalho de reorganização dos acessos dos servidores estaduais à Rede Governo Multimeios (RedeGov). Quando o servidor utiliza a rede em seu local de trabalho, é solicitada uma autenticação, que ocorre através do preenchimento dos campos usuário e senha.

De acordo com o coordenador de Rede da Área de Infraestrutura da Emgetis, Jesuíno Maciel, a forma de se fazer essa autenticação foi pensada analisando-se a praticidade para o usuário. “A autenticação é feita inserindo-se o mesmo usuário e senha utilizados para acessar o Expresso Livre, o e-mail institucional dos servidores estaduais. Esta foi a forma mais prática, e de fácil memorização, encontrada pela Emgetis para facilitar esse acesso”, aponta.

A medida traz mais segurança para todos e ajuda a garantir que o uso principal da RedeGov seja voltado às finalidades de trabalho. O diretor de Tecnologia da Emgetis, Milson Barreto, diz que, a princípio, todos os usuários fazem parte de um grupo padrão.

“Inicialmente qualquer usuário pode acessar aplicações desenvolvidas pela RedeGov e portais dos âmbitos municipal, estadual e federal, além de serviços de utilidade pública, sites de informações e portais de serviços em geral. Por perfil profissional do servidor, ou mesmo por exigência da função, pode haver alguma adaptação a esses acessos”, pontua Milson.

Um dos grupos considerados como especial é formado por jornalistas, assessores de marketing e funcionários designados para acompanhamento das redes sociais. “Quem possui esse perfil terá acesso a tudo o que um usuário padrão já tem, mas poderá, por exemplo, acessar as redes sociais e serviços de conversação instantânea”, comenta.

Autenticação

De acordo com ele, em segurança da informação a autenticação é um processo que busca verificar a identidade digital do usuário de um sistema ou serviço no momento em que ele requisita um login (acesso) em um programa ou computador.

“As novas demandas e a liberação de novos serviços de acessos à internet tornaram necessária a reestruturação dos grupos geridos pela Emgetis na RedeGov, já que a Empresa é a gestora técnica dos recursos de Tecnologia da Informação e Comunicação no Governo de Sergipe”, complementa.

O diretor de Tecnologia reforça que as prioridades da rede são para assuntos de trabalho, preferencialmente para os chamados sistemas críticos. “Esses sistemas são os que atendem diretamente à população e não podem ser interrompidos, como aqueles usados em hospitais, escolas, delegacias, Detran etc”, cita.

Uma das premissas básicas da administração da RedeGov é a de bloqueio de acesso a sites de pedofilia e sites de conteúdo adulto. Qualquer usuário da rede deve ter em mente que a sua senha de acesso deve ser de caráter confidencial e intransferível, pois será repassada para ele toda a responsabilidade pelo mau uso da internet.

Por Andreza Azevedo
Fotos: Divulgação / Ascom-Emgetis

Skip to content