Acessibilidade

Publicado: 10 de julho de 2009

Emgetis promove I Encontro de Coordenadores de TI do Estado

O encontro teve como objetivo alinhar estratégias da área de TI com coordenadores dos órgãos do Governo do Estado. A iniciativa faz parte do papel da Emgetis na execução da Governança de TI.

Com o objetivo de alinhar o planejamento e as ações da área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) do Governo, a Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação (Emgetis) realizou nesta terça-feira, 26/05, no auditório do Palácio Augusto Franco, o I Encontro de Coordenadores de TI dos órgãos estaduais. Na ocasião, os presentes puderam saber mais sobre a criação da nova empresa, os serviços prestados e o papel da empresa para promover a Governança de TI no âmbito da administração pública.

Segundo o presidente da Emgetis, Ulisses Benedito de Paula, o encontro propiciou um espaço para interação e trocas de idéias com os gestores de TIC. “Queremos desenhar um modelo de Governança de TI a quatro mãos, pois a forma de trabalho da Emgetis é participativa”, declarou o presidente ao enfatizar que essas reuniões deverão ocorrer periodicamente. Para Ulisses, a Emgetis deve atuar como parceira dos órgãos, para se chegar a um modelo de Governança que demonstre com clareza os resultados proporcionados pela TI para cada pasta.

“A TI é uma atividade meio que fomenta outras ações. O desafio é estabelecer uma metodologia de trabalho alinhada ao planejamento estratégico de cada órgão. Um dos benefícios dessa política de governança é tratar a TI como elemento estratégico”, relatou Ulisses de Paula. Conforme o presidente, o Governo Estadual já fez o seu trabalho de adequar a posição da área, fazendo da Emgetis um órgão vinculado à Secretaria de Estado da Casa Civil.

O encontro contou com a palavra do diretor de Tecnologia, Milson Leite Barreto, que tratou dos negócios da Emgetis. Milson destacou a modernização do Data Center (central de hospedagem de equipamentos e serviços) e a adesão de mais de 11 mil usuários ao correio eletrônico corporativo do Governo, o Expresso Livre Sergipe. “Quando essa gestão assumiu, o Expresso possuía apenas 500 usuários. A atual administração ampliou esse número, visando a rapidez na troca de informações. O objetivo desse Governo é usar a tecnologia para possibilitar o melhor gerenciamento, e atingir os objetivos sociais”, afirmou.

Em seguida, coube ao assessor de Planejamento Estratégico Jorge Eduardo dos Santos apresentar a nova estrutura organizacional da Emgetis. Conforme o assessor, as gerências da antiga Companhia de Processamento de Dados de Sergipe (Prodase) receberam novos nomes, além disso, surgiram novas áreas como o Escritório de Gestão de Projetos (Eproj) e o Escritório de Gestão de Processos de Negócios (Epron). Essas unidades gerenciais são responsáveis pela nova metodologia de trabalho, baseada em projetos e processos.

Já o gerente da Área de Relacionamento e Negócios (Arene), Luiz Eduardo Ferreira, discorreu sobre a necessidade do estreitamento entre a Emgetis e os órgãos, ressaltando que a sua área está a disposição para manter essa dinâmica de integração. Por fim, Sueli Bacelar, gerente da Área de Governança e Inovação (Argin), falou das atividades que envolvem o trabalho do levantamento de projetos de TI e da tarefa de elaborar o Plano Diretor de Tecnologia da Informação e da Comunicação (PDTIC).

Ao final, os coordenadores participaram de alguns questionamentos feitos aos representantes da Emgetis. Além disso, os presentes definiram a agenda das reuniões, que deverão ocorrer na 1ª quinta-feira de cada mês. A próxima, já está marcada para o dia 2 de julho. Sobre o encontro, Cíntia Fiel, da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Tecnologia (Sedetec) avalioucomo válido. “Isso porque possibilita a formação de parceria, facilitando o trabalho dos órgãos no que diz respeito à tecnologia”, declarou. Eduardo Silveira, da Junta Comercial do Estado de Sergipe (Jucese), por sua vez, espera que a iniciativa possa ocorrer sempre. “Essa ação permitirá que os coordenadores possam compartilhar os benefícios dos trabalhos executados na área com os outros órgãos”.


Última atualização: 3 de agosto de 2017