Publicado: 21 de agosto de 2017, 09:18

Emgetis e SergipeTec alinham ações na área de Tecnologia da Informação

Representantes do Sergipe Parque Tecnológico (SergipeTec) se reúnem com diretores e gerentes da Emgetis para apresentar as especificidades do trabalho que será desenvolvido junto à Secretaria da Saúde. Durante o encontro foram discutidas estratégias para realizar atividades da área de TI de maneira integrada.

Na última quarta-feira (16/04), representantes do Sergipe Parque Tecnológico (SergipeTec) visitaram a Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação (Emgetis) para apresentar as ações desenvolvidas pelo Parque, junto a Secretaria de Estado da Saúde (SES), para implantação de um sistema específico para o órgão. Na ocasião, o presidente Ulisses de Paula, o diretor de Tecnologia Milson Barreto e alguns gerentes da Emgetis, discutiram acerca da importância do trabalho integrado com empresas do ramo de Tecnologia da Informação (TI).

No início da reunião, o presidente enfatizou o papel da Emgetis no que diz respeito à Governança de TI, destacando a importância do trabalho em parceria com entidades da área, para o fortalecimento das ações. “É muito importante na Governança entender o papel de cada parceiro, para atuar de forma complementar”, acrescentou.

A discussão acerca do trabalho do SergipeTec junto a SES faz parte de um dos eixos do Sergipe Digital que prevê o gerenciamento de demandas sob a ótica do Governo Cidadão e a formação de um “Ecossistema Digital”. De acordo com Ulisses, uma das funções da Emgetis é buscar a integração de iniciativas, com objetivo manter a política estadual de TI voltada para o cidadão.

O presidente do SergipeTec, Teófilo Miranda, explicou que o contrato firmado com a Secretaria não se resumirá em implantar uma solução para a Saúde, pois “está embutido o desenvolvimento de empresas de TI e o fortalecimento de profissionais da área. O sucesso permitirá a replicação do projeto, bem como desenvolvimento do mercado, de maneira a transferir para sociedade as riquezas que as TI‘s geram”. Para Teófilo Miranda, “sem a participação da Emgetis, todo esse trabalho de fortalecimento não seria possível”, concluiu reconhecendo relevância do encontro.

Skip to content