Publicado: 15 de maio de 2017, 17:00

Emgetis e Banese reforçam segurança da informação

Uma parceria entre a Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação (Emgetis) e o Banco do Estado de Sergipe (Banese) está garantindo a partir deste mês mais segurança aos sergipanos. Através de um termo de comodato, o Banese disponibilizou para a Emgetis um parque de equipamentos, que envolve armazenamento e processamento de dados.
De acordo com o diretor presidente da Emgetis, Ezio Faro, a iniciativa traz um reforço considerável à área da segurança da informação no Estado. “Com os novos equipamentos, os dados passam a ficar mais protegidos, o que só traz mais tranqüilidade ao povo sergipano”, destaca.

Os equipamentos cedidos pelo Banese já estão todos instalados, através de um trabalho conjunto entre o Banco e a própria Emgetis, conforme detalha o gerente de Projetos da Empresa, Ricardo Torres “Fomos beneficiados com o Storage, que é o armazenamento de dados; e com servidores Blade, para o processamento desses dados”, explica.

Capacidade ampliada

Com este novo panorama, a capacidade de processamento e armazenamento de dados está sendo ampliada em quase 80%. Os equipamentos cedidos estão funcionando na Sala Cofre da Emgetis, um ambiente protegido que tem como finalidade resguardar os dados de fatores como calor, fogo, umidade, gases corrosivos, incêndio, inundação, arrombamento, explosão e magnetismo.

As máquinas, que antes estavam funcionando no Banco, e passaram para a Sala Cofre da Emgetis, já estão atendendo ao Governo Direto. Nos próximos dias, ocorre a migração de conteúdo paulatinamente, em um processo que não prejudicará em nada o usuário final. A previsão é que a migração total seja concluída em 30 dias.

“Mais uma vez o Banese faz uma parceria em benefício da população sergipana, mostrando que cumpre não apenas o seu papel enquanto instituição financeira, mas que sempre procura colaborar para o desenvolvimento do Estado com um todo”, declara Ezio Faro.

Por Andreza Azevedo
Imagem: Divulgação

Skip to content