Publicado: 25 de maio de 2017, 09:50

Emgetis colabora com projeto que otimiza dados da segurança pública

Para ajudar a promover a alimentação e qualificação das informações e dados estatísticos referentes à segurança pública de Sergipe, a Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação (Emgetis) emitiu um parecer técnico solicitado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP).

O projeto, elaborado pela SSP e enviado à Emgetis, pretende melhorar os registros de ocorrência policial; qualificar a coleta, análise e difusão de dados relativos à segurança da população, bem como viabilizar a produção de informações e conhecimentos necessários à elaboração, implementação e acompanhamento das políticas públicas nesta área.

A aquisição de equipamentos de informática foi um dos pré-requisitos para a viabilização do projeto da SSP, por isso a Emgetis contribuiu com uma análise técnica dessa aparelhagem. De acordo com Mailton Silva, da Área de Governança e Inovação da Emgetis, a intenção da SSP é criar uma infraestrutura de equipamentos de informática com capacidade de processar e armazenar dados.

“As especificações técnicas dos equipamentos listados no projeto da Secretaria de Segurança Pública estão bem dimensionadas para atender às demandas de Tecnologia da Informação e Comunicação nas unidades de polícia contempladas, além de promoverem a integração com os equipamentos de propriedade da SSP que estão no Datacenter da Emgetis”, afirma.

Informatização

Ainda de acordo com Mailton Silva, a implantação definitiva do projeto cria uma reserva de todas as informações e dados de forma on-line, através de link de alta velocidade – fibra ótica -, o que possibilita a utilização de forma eficaz do boletim de ocorrência on-line. “Será possível formar um banco de dados de grande importância para os diversos órgãos e projetos de análise e controle da criminalidade no Estado de Sergipe”, destaca.

O responsável técnico pelo projeto é o delegado de Polícia Civil de Sergipe, Alessandro Vieira. “Serão beneficiados diretamente cerca de mil profissionais do sistema estadual de segurança pública, além da sociedade civil, através da melhoria dos serviços prestados e da formulação de políticas públicas adequadas às necessidades da população e ao respeito aos direitos humanos”, enfatiza.

Por Andreza Azevedo

Skip to content