Publicado: 13 de julho de 2017, 11:29

Apresentado sistema para gerenciar contrato centralizado de Infraestrutura de TI

Com o objetivo de aperfeiçoar o controle das demandas provenientes do contrato centralizado de Infraestrutura de TI, foi apresentado pela empresa vencedora da licitação, a Sertele, aos técnicos da Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação (Emgetis) o Sistema de Gestão de Contratos, que contribuirá com a administração dos serviços e compras de TI.

Com o novo sistema, será possível acompanhar o SLA – Acordo de Nível de Serviço – que estipula o tempo de execução dos serviços, cujos prazos são previamente estabelecidos. “Trata-se de um sistema de simples navegação através da internet. Os usuários são cadastrados e passam a ter acesso a partir do login e da senha”, explicou Júlio César Gomes Barbosa, gerente geral de Contratações Centralizadas da Secretaria de Estado da Administração (Sead).

De acordo com Júlio César, através do sistema, todos os órgãos participantes do contrato centralizado deverão ter, ao menos, dois usuários e poderão acompanhar os processos de contratação de seus respectivos órgãos. “Desta maneira, haverá maior controle dos produtos e serviços disponíveis, evitando que um órgão solicite algo que não esteja disponível. Ou seja, irá melhorar o controle dos contratos”.

Gestão técnica

A Emgetis é responsável pelo gerenciamento e pela emissão dos pareceres técnicos relacionados ao contrato de centralizado. “À empresa, cabe autorizar ou rejeitar as ordens de serviços e contratos referentes à infraestrutura de T.I., mediante parecer”, explica Sueli Bacelar, gerente de Governança e Inovação.

Com a utilização do contrato centralizado as solicitações são feitas diretamente pelos órgãos solicitantes, procedimento que, no caso específico da infraestrutura em T.I., deixa de ser feito com a utilização de papel, passando a acontecer por meio digital.

Contrato Centralizado

Gerenciado pela Sead, os contratos centralizados consistem em sistematizar as contratações de bens e serviços de uso comum pelos órgãos e, nos casos de contratos relacionados à TIC, a Emgetis tem a prerrogativa da gestão técnica.

Esta forma de contratação possibilita a padronização e uma maior celeridade no processo e racionalidade de custos. Permitem ainda uma gestão compartilhada entre o órgão gerenciador e as unidades da Administração que utilizam estes contratos.

Skip to content